Notícias

A cozinha como um espaço terapêutico

A cozinha, na maioria das vezes, é considerada um dos ambientes mais
estressantes do cotidiano doméstico, principalmente para quem é o
responsável pela alimentação diária de duas ou mais pessoas. O que estudos
têm comprovado, porém, é que o ato de cozinhar trás em si um grande
potencial terapêutico.

Listamos alguns pontos que farão você “relaxar” na sua cozinha:

– O ato de cozinhar exige foco no momento presente; isso faz com que o nível
de ansiedade e preocupações excessivas diminuam consideravelmente;

– Cozinhar desenvolve a criatividade: ao ousar fazer diferentes combinações
você estará estimulando sua mente e dando um toque todo seu a uma
receitinha;

-Cozinhar exige atenção e disciplina: você se surpreenderá com sua
capacidade de concentração e organização;

– A atividade de cozinhar faz com que você se sinta útil e, assim, eleve a sua
autoestima: depois de pronto, todos os elogios serão muito bem vindos;

– É um jeito assertivo em querer fazer algo pelo outro: quando se faz alguém
feliz com uma boa refeição ou sobremesa, a felicidade é recíproca;

– Cozinhar é exercer o amor próprio, quando se pensa em uma boa
alimentação e dedica um tempo a si mesmo;

– O ato de espremer uma laranja, ralar uma cenoura ou martelar um pedaço de
carne ajuda a aliviar as frustrações;

– A “bagunça” final na cozinha vai proporcionar um cansaço considerado bom,
uma vez que a serotonina – substância química liberada durante uma atividade
física- está associada à sensação de bem estar e diminuição da depressão
mental. Essa substância também ajuda a dormir melhor a noite.

Depois de todos esses dados benéficos para sua saúde, borá lá para a
cozinha?

Editorial do Direto do Forno

Escrito por

Equipe editorial do blog direto do forno. Somos apaixonados pelo mercado do food service, gastronomia e tendências do mercado.
PMG Express